25 de out de 2013

Entrevista com Jamie McGuire


Grupo Editorial Record realizou um concurso no mês passado, em que os leitores podiam enviar perguntas para Jamie McGuire. As sete melhores renderiam uma entrevista com a autora, confiram abaixo: 


Fiquei sabendo que os direitos foram comprados pela Warner. Quais atores você acha que se enquadrariam melhor para interpretar o Travis e a Abby? Andressa, Santo André
A Warner Bros adquiriu os direitos de Belo Desastre/Desastre Iminente por 18 meses, e o prazo termina em fevereiro. Até agora, o roteiro foi escrito e pelo que ouvi por último, eles estavam escolhendo um diretor. Eu não tenho uma imagem especifica para Travis e Abby, mas eu sei que o estúdio vai escolher os melhores atores para os papéis.
No primeiro livro, você conta o início do relacionamento entre Travis e Abby, e como eles vão resolvendo seus problemas. Por que lançar um livro contando a história pelo ponto de vista dele, e não dar continuidade ao romance entre eles? De como eles estão alinhando o casamento com a faculdade e outras responsabilidades no dia a dia de um casal?

 Gabriela Malaquias, Salvador
Depois de anunciar que eu não escreveria uma continuação para Belo Desastre, um fã me pediu para escrever o ponto de vista do Travis, então eu fiz. Eu não acho que Belo Desastre precise de uma continuação. Eu amo a forma como ele termina.
O que você diria para uma garota como Abby que acaba de se apaixonar por um cara como o Travis? Maria Clara, Olinda
Uma garota como Abby não aceita conselhos. Esse é provavelmente o motivo dela ter continuado com Travis ;)
Jamie, para construir o personagem do Travis Maddox, você teve alguma inspiração de alguém que conhecia/conheceu? Carla Schwartz, São Gonçalo/RJ
Sim! Travis foi baseado em um cara pelo qual tive uma queda no colégio.
A relação entre Travis e Abby é muito intensa e nem sempre “saudável”. Como é dito no livro, eles são um belo desastre. Mas você se preocupou com a mensagem que passaria para os leitores – especialmente os mais jovens, mesmo que o livro não fosse para eles? Você se preocupou em ser mal interpretada? Outra pergunta: Como leitora, o que você espera de um livro? O que leva você a ler e apreciá-los? Frini Georgakopoulos, Rio de Janeiro
Eu nunca planejei publicar Belo Desastre. Foi escrito apenas para mim, então não, eu não me preocupei com a mensagem que estava passando. Eu acho que é importante contar a história de pessoas tão conturbadas. Existem mais humanos conturbados no mundo que perfeitos.

Eu preciso de um livro que me pegue nas primeiras páginas e não me deixe largar nunca mais. Estou ocupada escrevendo meus próprios livros e sendo mãe, então se eu não sinto que realmente PRECISO ler isso, eu não leio.
Qual foi sua maior dificuldade ao desenvolver o enredo do novo livro?Carolina Gama, Rio de Janeiro
Encontrar o equilíbrio entre contar a história com as cenas favoritas dos leitores, pelo ponto de vista do Travis, e escrever material novo.
Como foi saber da grande repercussão de Beautiful Disaster/Belo Desastre, assim como Walking Disaster/Desastre Iminente, aqui no Brasil? Você imaginava fazer todo esse sucesso mundialmente?

 Thaisy Permann, Campinas/SP
Sinceramente, eu ainda não consigo acreditar. Eu nunca pretendi publicar Belo Desaste. Eu não segui nenhuma regra ou fórmula. Eu apenas escrevi e de alguma forma o livro falou com as pessoas. E eu fico muito orgulhosa que tenha acontecido! Fez meus sonhos se tornarem realidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário